terça-feira, novembro 11, 2008

Badarosíssimo

"Por este andar, daqui a uns anos, nem os filhos irão ao funeral dos pais. Infelizmente estamos aqui só nós". Foi desta forma que Fernando Falé, realizador de programas de "Badaró", reagiu à pouca adesão ao funeral do cómico brasileiro que fez carreira em Portugal.

Badaró tinha um estilo próprio e é frequentemente gozado pela nova geração de humoristas. Apresentou trabalho, fez feliz a muitos portugueses e o facto de só quatro caramelos da classe artística nacional terem aparecido na sua despedida é vergonhoso. Quantos foram prestar homenagem a um tótó como Francisco Adam que de actor e carreira tinha pouco ou nada?

Nota final para a corajosa opção de Badaró doar o seu corpo á Faculdade de Ciências Médicas. Ainda há dias vi num documentário do programa Horizon da BBC, a falta que a ciência tem de corpos para experimentar ou sistematizar terapias. Entre reduzir o corpo a cinzas ou dá-lo aos vermes, Badaró escolheu um bem melhor.

1 comentário:

M. Hanif disse...

Boa Tarde

Sou de Moçambique residente na cidade da Beira, e sobre o Badaró foi lamentavel o desaparecimento fisico, mas é a vida, vamos e chegam. Sobre os filmes ainda lembro me das conta de multiplicar e dividir e outras pois tinhamos uma cassete de video mas infelizmente emprestei a um amigo e ele por lapso perdeu a cassete e foi triste porque meu filho na altura com 3 anos nesse dia chorou a bom chorar

Um Abraço